Acorrentados

No projeto “Acorrentados”, trago reflexões sobre o universo do “consumo” e suas consequências. O dia a dia que corre, violenta, mutila, arrasta, machuca, entulha, consome e é consumido... tudo numa fração de segundos, onde o tempo te corrói e usa como um objeto de desejo.